Troye dá entrevista para a Billboard

Troye participou do ‘Pop Show Podcast da Billboard, confira a matéria traduzida:

Desde o lançamento do EP TRXYE no ano passado, o cantor pop australiano Troye Sivan tem estado ocupado tentando melhorar suas composições para a próxima carga de materiais. Este novo projeto chega no próximo mês na forma de Wild, um mini-álbum de 6 músicas que irá preceder o lançamento de um álbum adequado no final deste ano.

Durante sua recente parada no Pop Show Podcast, Sivan disse que seu último ano foi um processo de “escrever muitas músicas terríveis e escrever algumas muito boas, eu acho.” Com Wild, o jovem de 20 anos  sente como se tivesse atingido sua marca.

“Eu acho que a coisa mais importante para mim, apenas em geral e em tudo que faço, é escrever músicas,” diz Sivan. “É algo em que sou novo – TRXYE foi minha primeira vez escrevendo, e eu estive escrevendo por mais ou menos 6 meses quando eu o lancei, e agora eu sinto que escrever está se tornando cada vez melhor e esta é a coisa mais animadora para mim. Eu quis ter certeza que estava melhorando e me sentindo confortável o suficiente em minha escrita para que pudesse escrever uma música mais pop e mesmo assim sentir que era ‘eu’ autenticamente.”

Sivan adiciona que, já que ele escreve frequentemente autobiograficamente, sua nova música foca em relacionamentos a longa distância – seja romântico ou amizades e família,” também como a diferença entre a cultura de Los Angeles e da cultura de Austrália. O cantor e compositor abertamente gay também lançará uma trilogia de clipes que retratam um relacionamento homossexual que se torna mais complicado a medida que a inocência dos personagens somem ao longo do tempo.

“Toda vez que vejo um jovem LGBT cometer suicídio, tudo em que posso pensar é potencial perdido, e o que poderia acontecer caso apenas um membro da família tivesse sido mais apoiador, ou alguém na escola tivesse sido mais apoiador,” diz Sivan. “Esta frustração, e explorando o que poderia ser quando você é jovem, ingênuo e inocente, sem ter nenhuma ideia das pressões das pessoas, contra o que geralmente acaba acontecendo, quando você percebe esta pressão… Eu quis explorar estes dois caminhos e contar esta história, que é bem frustrante.”

Encomende WILD no iTunes: http://troye.si/vanWILD

Confira a matéria traduzida de Troye para a NYLON Magazine

“Quando eu tinha 12 ou 13 anos, eu estava doente em casa e eu encontrei o YouTube”, Sivan nos conta. “Eu decidi postar um vídeo meu cantando” de acordo com Troye, o vídeo só teve cerca de 1000 visualizações -uma fração pequena em vista das milhões de visualizações que seus vídeos ganham hoje.

Sivan disse que ele “Esteve um pouco viciado naquela conversação e conexão que você pode ter com pessoas que nunca conheceu antes”. Compartilhar virou parte de sua vida, e logo ele começou a acumular seguidores. Sivan se tornou um personagem online para uns e uma fonte de inspiração para outros. Os seus dois vídeos de “Coming Out” foram assistidos mais de 7 milhões de vezes “Eu ainda recebo centenas de emails e mensagens todos os dias sobre aquele vídeo”. Foi seu primeiro vídeo se assumindo, porém, aquilo o fez perceber que ele podia usar o YouTube para fazer mais do que se conectar com seus seguidores.

2

Mesmo que ele “Não possa lembrar de querer fazer algo exceto música”, por um breve momento, Sivan nos contou que fazer música não estava nas cartas para ele. “Eu pensei que sempre iria ser um hobby pelo qual eu era super, super apaixonado “. Isto é, até um contrato com uma gravadora cair em seu colo e singles como “Happy Little Pill” e “The Fault In Our Stars” começarem a virar cabeças. De repente, o garoto australiano do YouTube era algo mais que isso: ele era um artista musical.

“Para mim, ser um artista é como fazer todos os meus trabalhos dos sonhos em um só : fazer vídeos, fazer arte, escrever canções e performar. Meio que preenche todos os vazios em mim, e não há uma parte disso que eu iria querer perder.” Com tonificantes e mínimas imagens e sensibilidades pop-R&B, o primeiro EP de Sivan na Universal Music Australia, TRXYE, foi um hit subterrâneo de 2014. Letras sobre noites de drogas e dias entediantes no subúrbio capturaram a angústia juvenil de hoje em produções polidas. Foi uma estreia reluzente – que pôs Sivan para além de seus pares da internet. Agora, com o lançamento de seu novo projeto, o EP WILD, recentemente anunciado, vamos ver o que ele realmente pode fazer.

Através das seis músicas do EP, as habilidades de composição de Sivan estão em pleno vigor. “Bite” é uma faixa assombrada, pós-dubstep sobre desejo. Há um elemento de timidez em todo o projeto que faz WILD (e Sivan) sedutor. Este é um projeto que Sivan deu tudo de si. Faixas como “Fools”, uma estonteante, melancólica synth-dream de um amor não correspondido, mostra que ele amadureceu em sua juventude. Ele está crescendo, mas não cresceu. Saudade é um tema que aparece em todo o enredo do EP. Junto com BROODS, ele escreveu “Ease”, uma das músicas favoritas de Sivan. “Eu sou obcecado com sua música e com eles como pessoas. Parece exatamente como eu esperava uma canção minha e de BROODS soaria.”

3

Sivan se uniu com uma série de produtores para WILD, mas ele teve os seus dedos metidos em tudo. “Eu acho que é só de onde eu vim, da internet, onde não existem equipes de produção” , ele diz depois de ser perguntado porque ele é, ao contrário de muitos artistas, tão envolvido. “WILD é uma visão muito completa”, ele nos conta. “Estou muito feliz com a forma que ele saiu.”

WILD é exatamente o que a sequência de um projeto deveria ser. Ele avança as habilidades de Sivan e mostra crescimento. Ele marca o início de Troye, o verdadeiro artista de gravação. É emocionante e cheio de possibilidades. O que isso significa, porém, é mais pressão para manter – uma ameaça que Sivan está ciente graças ao seu início no YouTube. “Está prestes a acontecer” diz ele sobre um futuro passo falso “Estou destinado a estragar algo em algum ponto. Eu espero que as pessoas vejam que eu estou disposto a me educar e espero não cometer o mesmo erro duas vezes. Eu acho que enquanto você estiver fazendo isso, é o melhor que você pode fazer.” Por outro lado, ele está ciente do que sua visibilidade como um artista LGBT significa. “Do ponto de vista de alguém que tem a oportunidade de alcançar um monte de gente, meu primeiro vídeo me assumindo mudou tudo para mim e me fez perceber que como isto é importante. Eu acho, que para eu seguir meus sonhos enquanto enquanto continuo sendo uma pessoa LGBT honesta e aberta.” Em uma última análise, é sobre encontrar-se na música, independentemente da sexualidade ou identidade. Se seus fãs puderem fazer isso, ele diz, então tudo valeu a pena.

4

Mas Troye pode agitar o estigma em torno das estrelas do YouTube? É uma preocupação que ele ele compartilhou conosco, mas uma preocupação que ele está confiante de que não serão concretizadas. Ele disse que é tudo uma questão de como você se aproxima disso. Para retaliar, o YouTube é uma ferramenta, e, no caso de Sivan, um veículo e meios de fazer algo a mais. É fascinante como a percepção do público tantas vezes tenta segurar um indivíduo com múltiplas paixões de explorar outras saídas criativas. (Kanye West e sua linhas de moda são um grande exemplo disso). Quem disse que Troye Sivan não pode ser conhecido por algo mais? WILD é um seguimento estelar para uma estréia estelar. Os dias grandiosos de Troye estão apenas começando.

Confira a matéria original: http://www.nylon.com/articles/troye-sivan-wild-ep-interview/

Entrevista traduzida: V MAGAZINE

CONHEÇA O POPSTAR QUE ESTÁ CRIANDO UM NOVO CAMINHO PARA O TOPO

 

Minutos antes de nossa entrevista, a personalidade do YouTube e cantor australiano Troye Sivan está sendo observado pelas esquinas em Lower East Side  de Manhattan por fãs querendo uma foto. Minutos depois de nossa entrevista, ele recebe um cartão de visita por um olheiro e alheio da “indústria da música” que quer “ver o que ele sabe fazer.” Esta é a vida atual de Troye Sivan, quem possui em suas redes sociais, ignorando sobreposição, quase 10 milhões de seguidores.

“Eu acho que que a fama online, ou a fama do YouTube, é uma fama muito pessoal,” ele diz já de cara. “Como, se você assiste alguém, então ele é famoso para você. Mas não é como Lady Gaga onde você a ama ou a odeia, mas [de qualquer maneira] você a conhece.” Ele tem um bom argumento. Ou você o conhece ou não, e se você o conhece, você provavelmente chegou em seu canal do YouTube por meios de recomendações de conteúdo, baseados em suas buscas específicas e interesses. Isso, ou você o viu interpretar um Hugh Jackman jovem em X-Men Origens: Wolverine.

Sivan está pronto para lançar sua “introdução” de seis músicas, WILD, em 4 de setembro pela Universal Music Australia. Esse é o seu segundo lançamento em uma gravadora grande, mas o primeiro, no ano passado, TRXYE (“Eu geralmente o soletro, mas você pode pronunciá-lo do jeito que quiser,” diz ele), foi uma espécie de um falso começo. Sivan esclarece. “Nós escrevemos boas músicas, mas ao mesmo tempo elas meio que foram em direções diferentes. É muito difícil guiar uma sessão do jeito que você quer que ela seja, então eu deixei apenas acontecer. Eu estava tão ansioso durante toda a criação disso.” Com sua influência, entretanto, “boas músicas” e um EP reconhecidamente mal-ajeitado, mesmo assim alcançou o topo das paradas – 5ª posição na lista da Billboard 200 nos EUA, de fato – e WILD já está posto para ultrapassar isso.

Ontem, o EP, ainda nem disponível para download ou prévia, apenas pré-venda, já alcançou o primeiro lugar do iTunes em mais de 31 países, top 5 em mais 24. Estes números foram ganhos pelo o que ele faz de melhor: redes sociais. A ideia de lançar um single a fim de promover, Sivan diz, o fez “um pouco desconfortável.” Ao invés disso, ele se aproveitou do marketing por trás de todo o álbum. “Vindo da internet, de uma audiência muito engajada, e sendo capaz de postar o que eu quiser, quando eu quiser, fez muito mais sentido em organizá-lo com espaço. Não necessariamente pegar um sinlge para definir uma campanha inteira que seria depois decidido a ser um sucesso ou uma falha pelo rádio.”

O que seus seguidores ganharam no lugar de uma música nova foram provocações diárias, a maioria letras, 15 segundos de um refrão, e uma capa do álbum interativa. “Eu peguei a capa do álbum e a desmontei em diferentes camadas, salvei-as como arquivos de camadas transparentes, coloquei-as em uma pasta e as protegi com uma senha, pensando que talvez eles a resolveriam em poucos dias, para eles fazerem suas próprias artes,” ele explica. Então, quanto tempo levou para os fãs descobrirem o código? “Poucos minutos,” Sivan ri. A senha, a propósito, era uma letra da primeira faixa homônima, “Wild,” a qual ele tuítou quase um mês antes: “Blue Neighbourhood.”

Forte pré-venda e o engajamento dos usuários é impressionante, mas WILD é mais do que apenas sua campanha. As seis músicas são maduras para o rádio, saturadas com pop sólido. As colaborações incluem a rapper Tkay Maidza e Georgia Nott do duo electro Broods. “Eu estou muito orgulhoso do fato de que todas as participações são mulheres jovens da Austrália e Nova Zelândia,” Sivan diz. Alguns dos produtores são compatriotas, também, como o duo Slums (“eles são de Perth, minha cidade natal”), e Alex Hope (“ela tem 20 anos, também da Austrália”).

Além disso tudo, o “conjunto da obra”, ouve Sivan no seu jeito mais honesto e introspectivo ainda.  Normalmente ele mantem a maior parte de sua vida pessoal – família, amigos, e relacionamentos românticos – privada, mas o público está finalmente convidado aqui, mais notavelmente em “Ease”, a faixa que Sivan chama de sua favorita. “[Gravar o álbum] começou parecendo como uma saída com os amigos porque eu estava muito mais confortável”, ele diz, comparando o processo de sua primeira tentativa em fazer música. “Desta vez, eu encontrei pessoas que eu realmente gostei de trabalhar junto, e eu me senti criativamente entendido.  Eu podia tomar mais riscos que não tomaria antes. “

Na maior parte, entretanto, Sivan está fazendo as decisões executivas neste EP, até o design. “Quando eu assinei com a gravadora eu não antecipei que isso incluiria design gráfico e edição de vídeo,” ele diz, “mas eu realmente curto isso. Eu faço o rascunho da capa. Eu faço vídeo e teasers.” Ele ainda fez o conceito, editou, e protagonizou em uma sequência de três vídeos para mais tarde acompanhar seu lançamento. Não há um único aspecto que falamos e que ele não está inteiramente envolvido, o que não deveria ser surpreendente deste jeito, ele é parte de um renascimento, de certa forma. Sivan e outras pessoas criativas que trabalham duro como Shawn Mendes e Austin Mahone, construíram independentemente marcas inteiras em suas voltas, ganharam fandoms de milhões que brigam, se não em tamanho, e depois de se dedicam, a estes de qualquer um de boy band. Cada elemento passou pelos seus filtros desde o início. Apesar de suas celebridades, a maioria das mídias continuam subestimando suas influências, como por exemplo o erro recente de E! em (talvez) jogar shade na personalidade do YouTube Tyler Oakley após suas avaliações sarcásticas do Teen Choice Awards, e a reação subsequente do #TeamInternet. Enquanto o evento aconteceu uma semana após nossa entrevista, Sivan ainda se identifica, ao menos em termos de transitar par a música.

“Algumas pessoas ainda não me levam a sério,” ele diz, “mas esta é uma das minhas maiores motivações. Musicalmente, não há tantas pessoas que vieram de onde nós viemos, mas haverá. Este é o futuro da indústria da música. Eu apenas não acho que haja pessoas suficientes para dizer ‘Oh, isso é legítimo.’”

Pré-venda de WILD, trailer de trilogia e listening party. Que dia!

Hoje foi um dia muito agitado para os fãs de Troye.

Logo pela manhã, Troye liberou um trailer da trilogia de clipes que ajudarão na divulgação de WILD, intitulada de “Blue Neighbourhood“. Cada uma das três partes trará uma música de WILD como tema.
Pelo trailer, e pelas informações que já possuíamos, podemos dizer que a trilogia tratará de dois amigos de infância que, ao crescerem, se descobrem gays e acabam se apaixonando. Porém alguns problemas surgirão: é possível observar que o pai de Joe (namorado de Troye na trilogia) é alcoólatra e não conseguirá lidar bem com a homossexualidade do filho. Também, pelas imagens que aparecem rapidamente no início, é esperada alguma morte – provavelmente por suicídio.
 

 
A primeira parte da trilogia chegará nos próximos dias na conta da VEVO de Troye.

Junto com o trailer, Troye também colocou WILD para pré-venda no iTunes (encomende sua cópia aqui).  Atualmente ele já se encontra em primeiro lugar no Brasil e em mais de 30 países.
Apesar de ser descrito como ‘álbum’ por Troye, WILD acabou sendo registrado e divulgado como um EP por possuir apenas 6 músicas. É importante lembrar que WILD é apenas uma parte do projeto musical que Troye está preparando para este ano, ele já afirmou que muitas músicas serão lançadas após WILD, mas ainda não sabemos de que forma.

Por fim, Troye compareceu a uma listening party secreta em parceria com Spotify, em Londres. Vinte fãs sortudos que ganharam na promoção, tiveram a oportunidade de ouvir WILD inteiro. Não foi permitida a divulgação de qualquer informação sobre as músicas ou suas letras.

CM3rB4wUwAAeVq3

 
WILD será lançado no dia 4 de Setembro, ainda sem previsão de cópias físicas no Brasil.

 

Troye responde perguntas de fãs em Twitter da MTV

Troye está em Londres desde o último domingo para promover seu álbum de estreia, WILD, que será lançado em 4 de Setembro. Hoje ele assumiu a conta da MTV Music UK para responder algumas perguntas dos fãs

Troye falou sobre o álbum e algumas músicas:

Qual música de WILD tem mais significado para você?
Cada música é uma história real sobre coisas reais, mas eu tenho que dizer que EASE é a que mais se aproxima de casa

Sobre o que “BITE” fala?
Minha primeira vez em uma balada gay, pistas pegajosas, garotos suados, vulnerabilidade, tesão.

Wild está com uma sonoridade diferente de TRXYE? Ou estão iguais?
Eu acho que a sonoridade amadureceu – eu realmente acredito que está muito melhor, há algumas batidas a mais também.

Sobre o que “Fools” fala?
Amar alguém que você realmente não deveria.

Por que você você cobriu seus olhos novamente para a capa do álbum?
Eu não sei, eu apenas me sinto estranho em colocar minha cara na capa no momento. Talvez algum dia.

Troye também falou um pouco sobre sua turnê:


Tem algum plano grande após lançar Wild?
Eu quero muito, muito, muito cantar ao vivo para vocês em breve

Você superou totalmente seu medo de palco?
Não, eu tenho que subir e cantar para vocês muitas vezes até eu conseguir superar isso, eu acho.

Você planeja ir para a Europa em turnê?
10000000%

Você irá se apresentar em lugares pequenos ou grandes?
Eu gostaria de começar em lugares bem pequenos. O local dos sonhos no momento é tipo um bar (que permita menores, óbvio)

Troye também nos deixou muito ansiosos, novamente:

O que mais podemos esperar após Wild?
Muita coisa. Tipo, muita.

Nesta quinta-feira, dia 20, Troye fará uma listening party secreta em Londres, em parceria com o Spotify, para 20 fãs sortudos que ganharem na promoção – eles poderão ouvir o álbum antes de todos. Os participantes devem residir no Reino Unido e fazer uma playslist no serviço de streaming com músicas relacionadas a “Wild”.

1 35 36 37 38 39 41

Bem-vindos ao Troye Sivan Brasil, a maior fonte de noticias sobre o cantor australiano. Criado em 2014, com a esperança de que o menino com cabelo cacheado se tornasse a grande estrela que é hoje. Nosso objetivo é manter os fãs brasileiros informados e conectados entre si. Aqui você encontra notícias, fotos, entrevistas traduzidas, vídeos legendados e uma rádio cheia de amor. E claro, surpresinhas de vez em quando. Pode entrar. Sinta-se em sua vizinhança.

Rádio Contato Sobre o site The Blue Store Discografia Biografia Agenda